Grandes empresas estão ampliando seus ecossistemas de negócio

08/04/2022

Geral

Estruturar um bom ecossistema tem se tornado um diferencial no mundo dos negócios. Esse novo formato de organização empresarial - observado em empresas como Magalu, Via e Americanas – tem desafiado CEOs de grandes organizações.

A pesquisa “The CEO Imperative Study 2021” - realizada pela EY com mais de 800 líderes de empresas que utilizam pelo menos um modelo de negócios de ecossistema - revela que esses ecossistemas representam, em média, 13,7% de suas receitas anuais totais e geram 12,9% em redução de custos e 13,3% em ganhos incrementais.

Ainda de acordo com o levantamento, 31% dos CEOs indicam que sua estratégia inclui um ecossistema externo de parcerias de negócios. Sobre o sucesso atual de sua empresa, 71% dos líderes de companhias que fazem parte de um ecossistema acreditam que é muito importante e 91% concordam que aumentou a resiliência de seus negócios.

Em comparação com a pesquisa de 2020, essas empresas também estão expandindo seu uso de ecossistemas: o número médio de relacionamentos aumentou de cinco para sete, com 58% dos entrevistados com mais de quatro ecossistemas ativos.

Greg Sarafin, líder de ecossistema da EY Global Alliance, diz que um exemplo desse modelo é a IBM. Segundo relatório anual de 2020, a empresa está investindo US$ 1 bilhão em seu ecossistema de nuvem híbrida para que seus parceiros possam desempenhar um papel muito maior no atendimento das necessidades de seus clientes.

“Um dos fatores que impulsionam a crescente adoção de modelos de negócios ecossistêmicos são as melhorias tecnológicas. A economia da nuvem reduziu drasticamente os obstáculos técnicos e operacionais que dificultavam a configuração dos ecossistemas no passado. 

INOVAÇÃO

A pesquisa mostra também que mais de 85% dos executivos concordam que os ecossistemas são uma maneira eficaz de conectar grandes empresas a pequenos disruptores e de promover a inovação em cadeias de valor e indústrias adjacentes.

“Os varejistas on-line estão fazendo parcerias com lojas físicas para oferecer aos clientes uma experiência mais conveniente, e as empresas globais de tecnologia estão explorando um ecossistema inovador de startups para impulsionar o desenvolvimento de tecnologia”, afirma Sarafin.

Outro dado é que 88% dos CEOs acreditam que a capacidade de formar, liderar e gerenciar ecossistemas definirá equipes de liderança bem-sucedidas.

No entanto, apenas 48% dos entrevistados com ecossistemas de alto desempenho indicaram ter uma liderança de ecossistema e, quando o fazem, geralmente é um título funcional que não garante que o titular tenha autoridade entre departamentos.

“A nomeação de um CEO pode ser uma maneira eficaz de as empresas superarem os desafios associados ao desenvolvimento de ecossistemas bem-sucedidos”, completa Sarafin.

LER NO DIARIO DO COMERCIO: https://dcomercio.com.br/categoria/gestao/grandes-empresas-estao-ampliando-seus-ecossistemas-de-negocio